5 Cuidados frequentes que você precisa ter

5 Cuidados frequentes que você precisa ter

Lavagem externa, polimento cheio de brilho e prudência nas manobras para evitar riscos na lataria. Esses são alguns cuidados básicos que costumamos ter com o veículo, sem perceber que a parte externa não é a única que merece a atenção do condutor ao pensar na manutenção do carro.

Diariamente, muitos outros elementos do veículo devem ser tratados com igual cuidado e importância, garantindo que a vida útil das peças seja prolongada, que o motorista transite sem preocupações e que o carro não seja desvalorizado.

Da pressão adequada ao calibrar os pneus à atenção com o funcionamento de todas as lâmpadas dos veículos, confira 5 cuidados que se deve ter com o carro!

1 – Verificar as condições dos pneus

As condições dos pneus devem ser checadas constantemente, uma vez que eles são bastante exigidos nas idas e vindas diárias. Ao calibrar, por exemplo, verifique no manual do veículo a pressão mais indicada para os seus trajetos. Além disso, a calibragem evita o desgaste precoce dos pneus e auxilia na economia de combustível. Por isso, certifique-se a cada 15 dias se está na hora de calibrar os pneus.

O rodízio, alinhamento e balanceamento também devem fazer parte de uma rotina semestral para os motoristas, uma vez que prolongam a vida útil dos pneus e forçam menos a suspensão do carro quando estão devidamente balanceados.

2 – Conferir o radiador com frequência

O radiador não deve ser lembrado somente às vésperas de uma longa viagem. Inspecioná-lo regularmente ajuda a detectar possíveis vazamentos, da mesma maneira que lembra o motorista de não deixar o nível de água e do líquido de arrefecimento baixo — faça sempre a verificação enquanto o motor estiver frio.

Vale prestar atenção, também, à tampa do radiador, que deve estar limpa e não pode conter rachaduras em sua superfície. Nesse caso, convém substituir a peça.

3 – Realizar a troca do óleo com periodicidade

Ao pensar na manutenção do carro, o óleo é um dos principais elementos que vem à mente, já que a lubrificação mantém os pistões, os rolamentos e o motor em pleno funcionamento. Atenção ao tipo de óleo e à quilometragem indicada para a troca, tendo como base o manual do proprietário.

Durante a troca, vale a pena estender a inspeção para a direção hidráulica, também, além do diferencial e da transmissão, que costumam passar despercebidos pelos motoristas ao realizarem a manutenção do carro.

4 – Garantir a manutenção adequada do filtro de ar

Existe a recomendação de troca do filtro de ar a cada 10 mil quilômetros, mas, da mesma forma que o óleo deve ser trocado com mais frequência quando o motorista roda muito com o carro, o filtro segue a mesma tendência. A atenção deve ser redobrada caso o veículo transite por locais empoeirados, como estradas de terra. Por isso, checar as condições do filtro mensalmente é fundamental.

5 – Checar o funcionamento das lâmpadas

Uma checagem rápida atesta o pleno funcionamento das lâmpadas do carro. Caso uma delas esteja queimada, a troca deve ser feita imediatamente. Entretanto, a regulagem dos faróis deve ser feita caso apenas uma das lâmpadas seja substituída. Isso evita que a iluminação fique desigual entre a lâmpada nova e a antiga.

Tenha mais tranquilidade com a manutenção do carro

Muitos dos procedimentos podem ser feitos em casa, o que torna a manutenção ainda mais prática para os motoristas. Criar o hábito de fazer essa checagem pela manhã, antes de sair, facilita ainda mais o processo.